Igor Vieira / Baritono

Igor Vieira / Baritono

Mídia Palco

Vídeos

Bio

Aclamado como “a estrela da noite”, pela Opera News Magazine, e como “um triunfo”, pelo San Francisco Chronicle, o barítono carioca Igor Vieira fez sua estreia profissional aos dezessete anos no papel de Dancairo, na Carmen de Bizet, no Rio de Janeiro.

Apresentações posteriores incluíram os papéis-título em Rigoletto de Verdi, Il Barbiere di Siviglia de Rossini, Don Giovanni e Figaro em Le Nozze di Fígaro de Mozart, assim como o Tonio em I Pagliacci de Leoncavallo, Lescaut em Manon Lescaut de Puccini, e Ford em Falstaff e Germont em La Traviata de Verdi.

Igor tem em seu repertório profissional mais de 100 papéis diferentes, abrangendo desde o período Barroco até estreias mundiais com companhias ao redor do mundo, como a San Francisco Opera, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Phoenix Hall (Japão), Lyric Opera of Kansas City, Teatro Barakaldo (Espanha), Theatro São Pedro (São Paulo), Palácio das Artes (Belo Horizonte), Opera Santa Barbara, Sacramento Opera, e os Festivais de Opera de Manaus e Belém no Brasil, Mendocino e Napa nos EUA e Bratislava na Eslováquia.

Em 2010, Igor Vieira estreou com a San Francisco Opera, uma das companhias de ópera mais importantes do mundo, no papel de Happy, na La Fanciulla del West de Puccini. Na temporada seguinte, foi convidado a voltar aos palcos dessa companhia, desta vez no papel de Gubetta, na Lucrezia Borgia de Donizetti, ao lado do mundialmente famoso soprano Renée Fleming no papel-título, produção esta que foi recentemente lançada em vídeo pelo selo Eurochannel. Desde então, Igor tem participado de diversos espetáculos com a companhia.

Igor foi finalista mundial no V Concurso de Canto Luciano Pavarotti na Filadélfia, recebeu o Prêmio Margareth Tudor (Princeton – EUA) por dois anos seguidos e o Prêmio da Fundação Kaplan (Kansas City – EUA) como o destaque da temporada de 2003. Também foi segundo colocado nos concursos Henrique Nuremberg, no Rio de Janeiro, e da East Bay Opera League, em San Francisco nos EUA.

Cantou a Carmina Burana de Orff com a San Francisco Symphony no Davies Hall de San Francisco, assim como com Sinfônica Nacional em Bogotá – Colômbia, com a Marin Symphony em San Francisco – EUA e com a Filarmônica do Amazonas em Manaus – Brasil. Cantou também Belshazaar’s Feast de Walton no Kennedy Center de Washington com o Washington Chorale e o Messiah de Handel com a Rutherford Symphony nos EUA. Tambem o Requiem de Fauré com a Orchestre de Provence na França, a Décima Sinfonia de Villa-Lobos no Theatro Municipal do Rio de Janeiro em seu aniversário de 95 anos e a Nona Sinfonia de Beethoven com a Orquestra Sinfônica Nacional no projeto Aquarius e com as Sinfônicas de Campinas e Guarulhos.

Na Europa cantou a Missa em Dó menor de Mozart na Eslováquia e Húngria e o Requiem de Dvořák com a Filarmônica de Praga no mundialmente famoso Rudolfinum em Praga – República Tcheca.

Igor é Bacharel em performance vocal pela renomada Westminster Choir College nos EUA e Mestre em performance vocal pela University of Missouri-Kansas também nos EUA.