Marcelo Ferreira / Baritono

Marcelo Ferreira / Baritono

Bio

O barítono Marcelo Ferreira Silva nasceu no Recife e começou seus estudos musicais aos sete anos, no Conservatório Pernambucano de Música, estudando piano e violão clássico. Formou-se pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), recebendo a Láurea Acadêmica. Em seguida, completou mestrado em música na Universidade de Campbellsville (EUA), quando foi convidado a integrar a sociedade de honra acadêmica musical Pi Kappa Lambda.

É doutorando em Canto e Ópera pela Indiana University (EUA), o maior programa acadêmico de ópera do mundo, onde estudou com o renomado barítono Andreas Poulimenos. Foi também integrante do Graduate Opera Workshop, estudando interpretação dramática por dois anos com a internacionalmente aclamada soprano Carol Vaness. Ocupou a posição de aprendiz residente para a temporada 2009-2010 da Opera Tampa (EUA), em que atuou sob a direção do lendário barítono verdiano Sherrill Milnes.

Em sua carreira, Marcelo Ferreira Silva acumula diversos prêmios e atuou como solista com várias orquestras, cantando repertório sacro, de câmara e sinfônico. Como cantor operístico, interpretou diversos papéis no Brasil, Estados Unidos e Europa, incluindo Giorgio Germont (La Traviata), Gianni Schicchi (Gianni Schicchi), Marcello (La Bohème), Escamillo (Carmen), Sharpless (Madama Butterfly), Alfio (Cavalleria Rusticana), Taddeo (L’Italiana in Algeri), Albert (Werther), e Ben (The Telephone). Recentemente, se apresentou na Alemanha interpretando os papéis de Figaro (Le Nozze di Figaro) e Don Giovanni (Don Giovanni). Em julho de 2015 apresentará mais uma vez o papel de Don Giovanni na Europa,no histórico Estates Theater em Praga (República Checa), o mesmo teatro onde esta ópera teve sua estréia em 1787, regida pelo próprio Mozart.

Marcelo Ferreira Silva também desenvolve trabalho docente dirigindo e ensinando no Opera Studio do Recife, projeto anual patrocinado pela Fundarpe/Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco, que traz profissionais do mais alto nível brasileiros e internacionais para ensinar jovens cantores locais. No ano de 2014 ministrou um curso de história da ópera em São Paulo, Fortaleza e Recife dentro da programação da Caixa Cultural (Caixa Econômica). Ele foi também fundador e diretor da Companhia Operários, uma companhia local de música clássica.

 

Depoimentos

“Marcelo [Ferreira] ist ein bulliger Don Giovanni, der allerdings auch die lyrisch-erotischen Töne beherrscht.” – Thomas Janda (Der neue Merker – Alemanha)

 

“For both acting and singing, one could but cheer… Marcelo Ferreira as the painter Marcello” – Peter Jacobi (Herald Times – Indiana)

 

“Saturday’s Schicchi, a younger Marcelo Ferreira, was not to be outdone. He very much held his own as the charming rogue.” – Peter Jacobi (Herald Times – Indiana)

 

“Marcelo Ferreira was the evening’s Gianni Schicchi. He made the rogue such an attractive figure…” – George Walker (WFIU/NPR – EUA)

 

“Marcelo Ferreira é um dos raros barítono dramáticos da cena nacional, sua voz tem graves fartos […] mostrou técnica segura em uma voz potente e bem projetada.” - Ali Hassan Ayache (operaeballet.blogspot.com.br)

 

“Ferreira mostrou-se outro jovem bastante promissor, com belo timbre, boa projeção e, sobretudo, uma pasta baritonal bastante cativante.” – Leonardo Marques (movimento.com)

 

“Marcelo Ferreira’s young, dramatic baritone is rich, subtle and full of depth. With an intense stage presence, the interpretations are engaging and exciting. He is a dedicated artist with splendid prospects in the dramatic baritone repertoire.” - Damon Nestor Ploumis, general director (Lyric Opera Studio Weimar)