Miguel Campos Neto

Com diploma de Mestrado em regĂŞncia orquestral pela prestigiosa Mannes School of Music de Nova Iorque, Miguel Campos Neto está na sua 12ÂŞ temporada como regente titular da Orquestra SimfĂ´nica do Theatro da Paz em BelĂ©m e do Festival de Ă“pera deste mesmo teatro, bem como diretor musical e regente titular da Orquestra SinfĂ´nica “Altino Pimenta” (UFPA). Foi tambĂ©m fundador e por 12 anos regente titular da Orquestra Jovem Vale MĂşsica, grupo sinfĂ´nico fruto de projeto social com jovens de BelĂ©m, e por 4 anos regente titular da Orquestra SinfĂ´nica Wilson Fonseca, em SantarĂ©m (PA).

Recentemente nomeado “Regente Laureado” da Chelsea Symphony, orquestra sediada em Nova Iorque e da qual Ă© cofundador e foi diretor artĂ­stico e regente titular durante cinco temporadas, o maestro foi elogiado apĂłs seu Ăşltimo concerto com este grupo. A crĂ­tica enalteceu a sua “atenção minuciosa para detalhes ” acreditando que sua performance da Sinfonia do Novo Mundo de Dvorak foi Ă  altura da “New World Initiative”, uma parceria entre a FilarmĂ´nica de Nova York e várias orquestras da cidade, incluindo a Chelsea Symphony Orchestra.

Com apresentações nos dois mais importantes festivais de ópera do Brasil (Manaus e Belém), Miguel Campos Neto já acumula um vasto repertório lírico, como atesta, entre outras coisas, o lançamento de uma série de seis DVDs de ópera ao vivo sob sua direção, incluindo Carmina Burana, Salomé, O Navio Fantasma e Mefistofele.

A nível internacional, Campos Neto colabora como maestro convidado com orquestras de referência, como a Orquestra Nacional de Avignon-Provence (França), a Orquestra Sinfônica de Porto Rico, a Orquestra Sinfônica de Mulhouse (França), a Sinfônica Savaria (Hungria), a Sinfônica Dana Point (Estados Unidos) e a Orquesta Ciudad de Alcalá (Espanha). No Brasil, é regularmente convidado a reger as orquestras sinfônicas de Mato Grosso, do Rio Grande do Norte, Theatro Amazonas, Theatro São Pedro (SP), Teatro Nacional de Brasília, Minas Gerais, Heliópolis, Experimental de Repertório, Municipal de Campinas e Universidade de Campinas. Em 2021 teve sua estreia como maestro convidado de um dos mais importantes grupos sinfônicos do país: a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB).

A temporada de 2020-2021 trouxe sua estreia como regente de ópera em palcos internacionais com Cavalleria Rusticana e Pagliacci na “Opera Grand Avignon” (França) com aclamação de público e crítica. Já o ano de 2019 foi marcado por seu retorno ao Curso Internacional de Verão de Brasília como professor de regência e maestro da orquestra sinfônica de encerramento, o retorno à Universidade La Sierra (Califórnia) como professor visitante de prática de orquestra e a estreia como regente de ópera em São Paulo (O Peru de Natal de Leonardo Martinelli-Theatro São Pedro).

Para a temporada 2022/2023 Miguel Campos Neto terá como principais compromissos concertos com a OSB no Rio de Janeiro, com as orquestras sinfônicas de Brasília, Guarulhos, Theatro São Pedro, com a Chelsea Symphony em Nova York e o seu retorno à Ópera Grand Avignon na França, onde será o diretor musical e regente titular da ópera Il Turco in Italia, de Rossini.

Miguel Campos Neto
Mídia Divulgação
VĂ­deos
Opera Atelier
Contato

Vitor Philomeno | Gerente ArtĂ­stico
+55 (11) 96837-1982
contato@opera-atelier.com

Opera Atelier Artists 2014-2022 © Todos os direitos reservados